Veronica Esteves | Psicoterapia e seu propósito
15431
post-template-default,single,single-post,postid-15431,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1200,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Psicoterapia e seu propósito

Pessoas enfrentam dificuldades em alguns momentos da vida, frente alguns desafios e/ou crises em determinado estágio de seu desenvolvimento. Outras, efetivamente apresentam algum tipo de transtorno psicológico e necessitam de acompanhamento psicoterapêutico e, em alguns casos, psiquiátrico. Porém, apenas algumas buscam ajuda de um profissional. Quando alguém procura um psicoterapeuta, várias são as questões que mobilizam esta ação.

Normalmente, isso acontece porque algum sofrimento e desconforto é vivido pela pessoa estando manifestado através de alguma queixa como: crises e conflitos emocionais e/ou de relacionamentos; emoções como medos, tristeza; sentimentos como depressão, ansiedade, frustrações, culpa, perdas; comportamentos compulsivos, irritadiços, estresse, dentre outras, que acaba por comprometer a vida das pessoas de maneira geral. Mas também é comum pessoas buscarem conhecer-se, através da psicoterapia, para aprender a lidar com sentimentos, comportamentos e situações que atrapalham sua vida.

Aqueles que chegam à primeira sessão de psicoterapia irão narrar sobre si de maneira única. É preciso escuta, com especial singularidade, por parte do psicoterapeuta, explorando e conhecendo a dinâmica interna e comportamento do indivíduo. É preciso identificar se há transtornos ou apenas desordem ou crise existenciais; investigar de forma sistemática cada indivíduo de forma a esclarecer a origem de seus sintomas. Isso por que alguns sintomas relatados em psicoterapia são de origem emocional e podem levar a dificuldades sociais acarretando, também, doenças físicas. Existem ainda sintomas e doenças físicas (disfunções químicas e hormonais, por exemplo) que impactam a vida emocional e social dos indivíduos, assim como dificuldades de ordem social (relacionamentos de forma geral) que atingem o emocional e a saúde física das pessoas.

Junto com o psicoterapeuta, o paciente olha para seu funcionamento mental, suas dores e conflitos podendo assim, através de um diálogo questionador, descobrir os entraves emocionais que interferem em sua vida. Ao longo desse processo, um caminho é percorrido, sendo que o individuo tem a oportunidade de (re) significar histórias, fatos e sentimentos vivenciados ao longo de sua vida; re-avaliar conceitos e valores de vida, assim como comportamentos e hábitos, tornando-se consciente de si e de seu modo de pensar e sentir a vida.

Através do autoconhecimento o indivíduo começa a desenvolver recursos próprios para lidar com seus conflitos e questionamentos internos para superar as dificuldades através do caminho de autocrítica, autoeducação e autocondução. Encarar a si mesmo, reconhecer sua história, suas emoções e sentimentos, além dos fatores intervenientes, lidando com eles e tornando-se responsável pela sua própria caminhada. Isso só é possível quando a pessoa está disposta a enfrentar o processo psicoterapêutico com todas as dores e enfretamentos que ele traz, percebendo as dificuldades como possibilidades e transformando-as em competências. A partir da autocompreensão e da tomada de consciência, o indivíduo poderá refletir e fazer suas escolhas presentes e futuras de maneira autêntica, livre, consciente e plena de sentido, superando a si mesmo.

A psicoterapia permite que a pessoa crie meios próprios de agir no mundo, onde surge o crescimento e cuidado para consigo mesmo, com maturidade, autonomia, permitindo que o indivíduo se fortaleça e encontre recursos para lidar com a vida. Independente da linha teórica e instrumentos utilizados pelo profissional, a psicoterapia ajuda no caminho de descobertas e possibilidades, de sentido, vivenciado e nomeado pelo paciente.

Sem Comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.

Conecte-se. Inspire-se. Interaja.